Cinema no Jaraguá: lista de filmes produzidos no distrito desde 1978

Desde 1978 se produzem filmes no distrito Jaraguá, periferia noroeste da cidade de São Paulo. Nesse meio tempo foram gerados mais de duas dezenas deles, uma média de mais de seis a cada dez anos.

Desde 1978 se produzem filmes no distrito Jaraguá.
Foto: meramente ilustrativa.
Em geral, têm sido criados documentários, webdocumentários, longas e curtas-metragens, muitos dos quais com o financiamento do município ou da extinta Embrafilme. A maioria, porém, são vídeos de baixo custo desenvolvidos a partir de iniciativas independentes.

Em termos de edição, os filmes criados no Jaraguá vão desde o nível mais básico, passando pelo médio, até o mais elaborado.

Algumas dessas obras decorrem de Trabalhos de Conclusão de Cursos (TCCs) de universidades diversas, outras provêm de oficinas de cinema. E há ainda aquelas que são frutos do desejo de fazer com que uma cultura sobreviva, como são os casos dos vídeos criados na Terra (TI) Indígena Jaraguá.

Com o intuito de propagar esses filmes e também de fixá-los em um lugar onde eles possam ser estudados, comparados e/ou usados em cursos, oficinas e treinamentos realizados por professores e cineastas interessados em melhorar e em fazer avançar a produção cinematográfica local para outros patamares, resolvi listá-los, citando seus resumos e links para reportagens e videos (quando houverem). É o que você poderá conferir a seguir (em ordem do mais antigo para o mais novo, com o ano de produção marcado ao lado do título de cada um deles):

  • "O rumo certo para a prosperidade" (1978):

Primeiro filme produzido no distrito. É um curta-metragem sobre Apicultura financiado pela Embrafilme. Seu roteiro foi desenvolvido por Nikolaos Argyrios Mitsiotis. Era exibido nas salas de cinema antes do filme principal. Acesse o artigo "Cinema no Jaraguá: primeiro filme produzido no distrito completa 40 anos" para ler uma reportagem sobre esse filme. O vídeo não está disponível na internet.

  • "O incrível senhor Blois" (1984):

Esse curta-metragem criado pelo ex-professor de Cinema da Unicamp, Nuno César Abreu (1948-2016), aborda a história do artista plástico Oscar Blois (1919-1992), que viveu no distrito Jaraguá por mais de 40 anos. Obra financiada pela Embrafilme. Ganhou 5 prêmios no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 1984 e foi exibido no Festival de Cinema de Berlim em 1985. Acesse "RTV Unicamp libera documentário sobre Oscar Blois para o Jaraguá SP Post" para ler uma matéria a respeito. Assista o filme na íntegra a seguir:


  • "Jaraguá: terra sem mal" (2008):

Documentário financiado pela TV Cultura e Prefeitura de São Paulo, com direção de Nelma Salomão e Rodrigo Gontijo. O vídeo retrata a vida em algumas aldeias indígenas do Jaraguá, além de questões sociais e culturais do bairro. Assista agora:

  • "Aldeia guarani em São Paulo" (2010):

Esse filme estreou a era dos webdocumentários produzidos no distrito Jaraguá. Ele foi produzido pela TV Piá na Web. Nele, duas crianças atuam como jornalistas mirins e entrevistam crianças guaranis da TI Jaraguá. Confira:

  • "Trilha Parque Estadual Jaraguá" (2012):

A repórter Priscila Ramires apresenta as trilhas do Parque Estadual do Jaraguá (PEJ) em uma produção da Black Mídia, a qual seria incorporada a programação da TV Uniesp. Veja:


  • "Jandira: cacique guarani" (2012):

Neste curta-metragem produzido por Voz Brasil e dirigido por Rabetti, expõe-se os pensamentos da primeira mulher cacique guarani no Brasil, Jandira Kerexu Augusta Vinícius, que em 1964 deu início ao que hoje é um complexo de ao menos seis aldeias guaranis denominado TI Jaraguá. Assista:

  • "Crianças contam as aldeias" (2012):

Este webdocumentário foi produzido por meio de uma parceria entre o grupo universitário intitulado "Organização de Amparo e Pesquisa" e a Faculdade Anhanguera, com direção de Fábio Alves. Ele apresenta os relatos de crianças guaranis da TI Jaraguá acerca de seus cotidianos, crenças e cultura. Observe:

  • "Essência nhandebarete" (2012):

Obra do Coletivo Essência, este webdocumentário expõe uma intervenção de arte grafite feita pelo próprio coletivo dentro da aldeia Pyau, na TI Jaraguá, sobre o tema "Nhandebarete", que significa "fortalecimento guarani". Aqui vai o vídeo:

  • "Guarani resiste" (2014):

Dirigido por Leonardo Chagas, Patrick Torres e Pedro Biava, este filme produzido pelo Coletivo ReVira-Lata aborda a ocupação dos guaranis na avenida Paulista, em 2014, com a finalidade de reivindicar a regularização de suas terras na TI Jaraguá. Veja agora:

  • "Nhandereko: pelo direito à terra" (2014):

Este webdocumentário é o resultado de um TCC produzido por Alexandre Maciel para a Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Ele faz o expectador refletir sobre a necessidade de demarcação das terras ocupadas pelos guaranis no distrito Jaraguá. Assista:

  • "Tekoa Pyau: o guarani urbano" (2014):

Criado por sete alunos do curso de Jornalismo da Universidade Anhembi Morumbi, este filme documenta a relação da cultura indígena que sobrevive aos pés do Pico do Jaraguá com a metrópole de São Paulo. Aqui vai:

  • "Memória do bairro Parada de Taipas" (2014):

Webdocumentário decorrente de uma oficina de vídeo realizada na Oficina Cultural Maestro Juan Serrano localizada na Cohab de Taipas. Nove pessoas assinam o filme, que mostra moradores expondo suas lembranças sobre a região. Confira:

  • "Atrás da pedra: resistência tekoa guarani" (2015):

Documentário de autoria de Thiago Carvalho Wera'i, Guilherme Queiroz e Taís Oliveira produzido como TCC para o curso de Jornalismo da Universidade Paulista. Ele apresenta a luta dos guaranis do Jaraguá pelo direito à terra. Veja:

  • "O Jaraguá é guarani" (2015):

Este webdocumentário foi produzido pela Comissão Guarani Yvyrupa com a finalidade de argumentar contra a reintegração de possa da aldeia Itakupe. Posteriormente, o lema "O Jaraguá é guarani" se tornaria um mantra nas manifestações indígenas locais. Assista agora:

  • "Tekoa Itakupe: terra indígena Jaraguá" (2015):

De produção da Ação Direta de Vídeo Popular, este webdocumentário apresenta as reivindicações dos índios guaranis representados pelo líder Dadiv Karai Popygua acerca das terras onde situa-se a aldeia Itakupe:

  • "Parente guerreiro: luta e resistência indígena" (2015):

Webdocumentário criado pelos já citados diretores Thiago, Guilherme e Taís. Ele expõe os discursos de lideranças indígenas de todo o Brasil durante manifestações realizadas na avenida Paulista, em 2015. Veja:

  • "Visita às aldeias indígenas do Jaraguá" (2016):

Nesta produção independente de Samuel Neuman, o líder indígena David Karai Popygua expõe as condições em que se encontram as aldeias guaranis do Jaraguá, observe:

  • "Ribeirão das Lavras" (2016):

O diretor Thiago Carvalho aborda as condições precárias em que se encontra um riacho que nasce nas entranhas do Pico do Jaraguá e atravessa algumas das aldeias da TI Jaraguá. Os líderes guaranis locais relatam como era bonito o pequeno rio e como ele ficou depois de ter sido poluído com resíduos sanitários provenientes de ramais clandestinos e de redes coletoras do esgotamento sanitário da Sabesp. Leia a matéria "Documentário mostra a importância do Ribeirão das Lavras e expõe o seu atual estado de calamidade" para saber mais. Veja o filme completo a seguir:

  • "Avaxi Para'i: semente" (2016):

Longa-metragem produzido pela Travessia Filmes, com direção de Vinicius Toro. Esse filme conta a história de uma garotinha índia que encontra casualmente, pela primeira vez em sua vida, a semente colorida de um tipo de milho tradicional guarani, o que desperta nela várias reflexões sobre a vida. Ele foi exibido na íntegra na TV Cultura. Na web, há apenas um teaser, confira:

  • "Nhande mbaraete: fortalecimento da história guarani (livro e DVD)" (2017):

Este documentário acompanha o livro de mesmo nome chamado "Nhande mbaraete", ambos produzidos em dois idiomas: o Guarani e o Português. Mais de 40 índios estiveram envolvidos nesse projeto, que levou um ano e meio para ser concluído. Ele aborda a cultura, a religião, a educação e a política dos guaranis, entre outros assuntos. Acesse e leia a reportagem "Índios do bairro Jaraguá publicam livro sobre história e resistência guarani" e saiba mais.

  • "Jaraguá!" (2017):

Webdocumentário produzido pelo Coletivo Salve Kebrada e dirigido pelo historiador Rodrigo Gonçalves Benevenuto. Esse vídeo expõe a opinião de líderes comunitários locais acerca da região do distrito Jaraguá. Clique em "reportagem sobre 'Jaraguá!'" e saiba mais sobre isso. Assista o filme completo a seguir:

  • "Maino'i: Opy Pyau Itakupe" (2017):

Nesse webdocumentário, os diretores Thiago Carvalho e Caio Tupã Mirim retratam o processo de construção da casa de reza da aldeia Itakupe. Leia o artigo "'Maino'i: Opy Pyau Itakupe' é selecionado para a VIII Mostra Petrópolis" e saiba mais sobre este filme.

  • "Ara pyau: a primavera guarani" (2018):

Documentário produzido pela Laranjeiras Cinema e Cultura, com direção do cineasta Carlos Eduardo Magalhães. Esse filme foi exibido na maior mostra de cinema independente do país, a Mostra Aurora, e também no CineSec, entre outros lugares. Seu tema gira em torno da demarcação da Terra Indígena Jaraguá. Confira o teaser a seguir:

  • "Transferência!" (2018):

Este é o primeiro filme de terror já produzido no distrito do Jaraguá, uma produção da Oficina Cultural Maestro Juan Serrando (OCMJS). A obra, que é dirigida por Guilherme Godoy e André Auke, conta os reveses sofridos por três jovens que invadem um local abandonado e sombrio. Acesse e leia a reportagem "OC Maestro Juan Serrano lança curta-metragem "Transferência!" para saber mais. A primeira exibição deste filme está marcada para dia 21 de junho de 2018, na sede da OCMJS, que fica na Cohab de Taipas.

  • "Avaxi Ete'i: milho verdadeiro" (2008):

Dirigido por Thiago Carvalho, este curta-metragem aborda a primeira plantação de milho tradicional Guarani Mbya já realizada na história da aldeia Itakupe, a qual pertence à TI Jaraguá. O preparo da terra, a plantação e a colheita do cereal recebem especial atenção do diretor neste projeto. Veja:


Principais iniciativas cinematográficas do distrito Jaraguá

Atualmente, as principais iniciativas cinematográficas no distrito Jaraguá são as realizadas nas aldeias da TI Jaraguá por diretores como Thiago Carvalho Wera'i, Vinicius Toro e Carlos Eduardo Magalhães.

Do outro lado do distrito, na OC Maestro Juan Serrano localizada na Cohab de Taipas, surgem novas iniciativas geradas a partir de oficinas de cinema realizadas no lugar.

Hoje, com a facilidade de obtenção de equipamentos de vídeo de pequeno e médio porte, espera-se que outros polos surjam na região. Instituições como o CEU Pêra e escolas como o Isabel Vieira, o Fontenelle e o Ítalo, entre outros, têm potencial para isso.

Oficinas de cinema como a da OCMJS podem, em longo prazo, elevar o cinema criado no distrito para o próximo patamar.

Sobre o Autor:
Marinaldo Gomes PedrosaMarinaldo Gomes Pedrosa é formado em Jornalismo pela UniSant'Anna. Vive no bairro Jaraguá desde 1976.

Comentários